Antes de oferecer crédito a um cliente, é preciso conhecer o risco que ele oferece. Por isso, é essencial saber como fazer a análise de crédito e como torná-la mais eficiente.

Conceder crédito a clientes é uma tarefa relativamente comum no mercado — e isso é especialmente verdadeiro para empresas como financeiras, por exemplo. No entanto, antes de disponibilizar os recursos é preciso ter atenção para garantir que a decisão seja embasada e possa diminuir o risco de inadimplência. Para tanto, deve-se recorrer à análise de crédito.

Esse processo é composto por diferentes etapas de avaliação da capacidade e do histórico financeiro do cliente — seja ele pessoa física, seja ele pessoa jurídica. Para aproveitá-la de modo ainda mais relevante, vale a pena entender como aumentar a eficiência dessa etapa.

Na sequência, descubra como melhorar a capacidade da análise de crédito do seu negócio e veja a quais pontos dar atenção!

Como funciona a análise de crédito?

A análise de crédito consiste em um processo de identificação e avaliação do risco de pagamento de um cliente, que pode ser uma pessoa física ou uma empresa. O processo, portanto, consiste em uma análise ampla de documentos, os quais ajudam a traçar um perfil e identificar a capacidade e as condições financeiras do cliente.

Desse modo, é possível antecipar o relacionamento entre o cliente e a empresa, considerando as condições de pagamento. Esse é um processo muito utilizado em financeiras, por exemplo, que concedem crédito a pessoas físicas e jurídicas.

Porém, também pode ser utilizado por outros negócios. Uma imobiliária pode recorrer ao processo para avaliar a flexibilização das condições de garantias locatícias, por exemplo.

Por que é um procedimento necessário?

A importância da análise de crédito reside no fato de ela ajudar a gerenciar e mitigar os riscos. É uma forma de entender quais são as chances de o cliente realizar o pagamento, conforme as condições apresentadas.

Com base nos resultados, também é possível estabelecer condições específicas, como prazos e taxa de juros, quando aplicável. Uma financeira pode cobrar juros mais elevados de um cliente que tenha um risco maior de inadimplência, por exemplo. Assim, é possível equilibrar as finanças, considerando as condições de entrada e saída de dinheiro.

De certo modo, pode ser uma etapa semelhante ou integrante da Due Diligence. Afinal, é um meio de conhecer a capacidade geral de pagamento, o histórico e o perfil do cliente, o que leva a uma compreensão mais clara do risco envolvido.

Quais os riscos de não fazer análise de crédito?

Por outro lado, deixar de realizar a análise de crédito pode gerar riscos para o negócio. O maior deles diz respeito à inadimplência. Afinal, a concessão de crédito ocorrida sem critério pode fazer com que clientes com um histórico negativo recebam crédito — o que diminui as chances de alcançar a adimplência das contas.

Com mais inadimplência, a gestão financeira da empresa é diretamente prejudicada. Isso faz com que haja desequilíbrio no fluxo de caixa e, potencialmente, uma perda de previsibilidade financeira.

Outra consequência é a perda de clientes. Afinal, quem está inadimplente tende a não fazer novos negócios com a empresa, buscando o concorrente. Então, existe um custo implícito de aquisição do cliente.

No final, não realizar esse procedimento pode comprometer a competitividade do negócio. Portanto, além de aproveitar das vantagens apresentadas, realizar a análise de crédito permite evitar esses problemas.

Como ser mais eficiente na análise de crédito?

Ciente da importância dessa avaliação, é necessário entender como realizá-la de modo adequado. Especialmente em um contexto de diversas solicitações, é necessário buscar aumentar a eficiência na análise de crédito.

Para tanto, veja quais são as dicas que você deve colocar em prática e entenda o papel de cada uma!

Mapeie os riscos a serem observados

O primeiro passo consiste em uma identificação completa dos possíveis riscos existentes. A ideia é entender quais são os pontos que podem afetar diretamente o risco de crédito do negócio. Veja, por exemplo, quais são as condições do mercado. Se o cenário apontar para um alto endividamento geral, é preciso estabelecer uma análise de crédito mais rigorosa.

Também é preciso compreender as características específicas do negócio e das solicitações. Conceder valores maiores, por exemplo, traz mais riscos do que quantias reduzidas. Então, é preciso ter tudo isso em mente para trilhar a análise.

Conheça bem o perfil do seu cliente

Outro passo importante prevê um entendimento mais amplo sobre os clientes, especificamente. Uma imobiliária, por exemplo, pode notar menos inadimplência em clientes de certas áreas da cidade ou tipos de imóvel.

Da mesma forma, uma financeira pode identificar que clientes que são pessoas jurídicas de determinada área têm menos riscos de inadimplência que outros. Para tirar essas conclusões, é importante analisar os dados disponíveis e também compreender o perfil geral do cliente.

A partir disso, é possível estabelecer características alinhadas. Entenda de quanto o cliente precisa de crédito, qual a finalidade e qual é a capacidade média de pagamento, por exemplo.

Assim, é possível comparar futuras solicitações com esse perfil e entender se há alinhamento ou se é um pedido que exige atenção extra.

Mantenha os cadastros atualizados

Como você viu até aqui, realizar a análise de informações é especialmente importante para chegar a um resultado de interesse. Sendo assim, é indispensável que os cadastros dos clientes estejam atualizados.

Logo no começo, é preciso captar documentos de identificação e dados de contato. Isso envolve registrar desde o telefone e o endereço ao CPF ou CNPJ.

Inicialmente, isso serve para garantir a idoneidade de quem solicita o crédito, o que permite evitar fraudes e outros problemas.

Além disso, a atualização garante que a análise seja mais eficiente e ofereça mais segurança. Desse modo, é possível garantir uma atuação mais estratégica, em termos de mitigação de riscos.

Alinhe a política de crédito ao perfil da empresa

Após as etapas iniciais de planejamento, é possível elaborar uma política de crédito que esteja alinhada ao seu negócio. Estabeleça, por exemplo, quais são as condições ideais para a concessão de crédito.

É possível, por exemplo, determinar um limite mínimo para o score de crédito do cliente, com base na sua análise de comportamento. Também é possível definir um sistema de pontuação para qualificar as solicitações.

Nesse processo, também é interessante estipular limites referentes ao crédito que será oferecido. Lembre-se de que o risco se torna maior com a concessão de um volume elevado de recursos. Portanto, é preciso estipular um teto geral para esse tipo de liberação.

Analise diferentes documentos

Ao fazer a análise de crédito dos clientes, também é essencial ter o cuidado de conferir diferentes documentações. Afinal, isso significa coletar mais informações, o que ajuda a apoiar a tomada de decisão de modo mais eficiente.

Portanto, não basta pesquisar o CNPJ ou o CPF nos serviços de proteção ao crédito. Pode ser interessante avaliar documentos referentes à capacidade econômica, para entender o comprometimento da renda com o crédito concedido.

Também vale a pena recorrer a certidões e outros documentos semelhantes. Empresas que apresentem certidões negativas, por exemplo, podem estar em uma situação mais confortável e adequada que negócios com débitos ativos.

Já se uma pessoa física oferecer um bem como garantia, a solicitação de documentos, como certidões, é especialmente importante. Ao saber que um bem não está alienado, por exemplo, é possível utilizá-lo como garantia de certas operações com mais tranquilidade.

Aprimore o processo de monitoramento

Depois de definir uma política de crédito, é especialmente importante fazer um monitoramento contínuo das informações. Isso ajuda a entender se o seu público passou por uma mudança no comportamento de crédito e permite antecipar problemas e dificuldades.

Para tanto, vale a pena utilizar recursos que tornem o acompanhamento mais simples. Diante da capacidade de avaliar todas as informações relevantes em um só lugar é possível ter uma visão holística e orientar a tomada de decisão.

A ideia é buscar formas de aprimorar a análise de crédito, alimentando-a com mais dados. Isso torna a avaliação mais precisa e permite que você tome decisões mais embasadas.

Qual a importância de contar com a tecnologia?

No processo de análise de crédito, é necessário avaliar uma grande quantidade de dados. Também é necessário cruzá-los para identificar padrões e fazer previsões de comportamento.

Outro aspecto relevante envolve a centralização que deve ocorrer. Dessa forma, é possível ter acesso fácil às informações do cliente, o que favorece a tomada de decisão quanto à concessão de crédito.

Portanto, todos esses aspectos ajudam a demonstrar a necessidade de contar com a tecnologia. Por meio dos recursos certos, é possível ter o apoio necessário para executar a análise da forma mais estratégica e relevante possível.

A tecnologia também ajuda a aumentar a produtividade, reduzir o uso de recursos e garantir mais eficiência. Logo, a empresa pode se beneficiar de uma concessão de crédito mais estratégica.

Como a CBRdoc pode ajudar?

Como você viu, a análise de crédito é essencial para o negócio e a tecnologia pode ajudar. Portanto, é necessário contar com os recursos certos e uma dessas soluções é a CBRdoc.

Com a nossa plataforma, seu negócio terá apoio na gestão documental e, com isso, poderá analisar o crédito dos clientes de maneira mais eficiente. A seguir, veja quais são os principais diferenciais e as vantagens de contar com a CBRdoc!

Solicitação de múltiplos documentos de uma vez

Um dos principais destaques da plataforma que oferecemos é a chance de solicitar múltiplos documentos de uma só vez. Existe a chance de pedir diversos documentos do mesmo cliente ou de clientes diferentes.

Por meio de uma planilha, você faz o pedido de maneira completa, o que ajuda a economizar tempo. Além disso, você conta com uma equipe especializada, capaz de buscar todas as informações desejadas de modo prático.

Ao final, você paga apenas pelo que utilizar, ou seja, pelos documentos que solicitar. Não é preciso pagar outras taxas ou mensalidades, o que favorece seu controle de custos para todo o processo.

Centralização de documentos

Outra vantagem de contar com a CBRdoc é a centralização de informações e documentos. Em uma só plataforma, você pode gerenciar diversos documentos digitais, de modo prático e com melhor fluxo de informações.

Isso garante que todos os usuários autorizados possam acessar facilmente os dados. Para a análise de crédito, é um aspecto especialmente positivo, já que ajuda a ter uma visão holística da situação do cliente e do risco que ele oferece.

A centralização também é importante porque evita a necessidade de recorrer a múltiplas ferramentas. Desse modo, é possível garantir mais praticidade na hora de solicitar e gerenciar os documentos necessários para a análise.

Integração de ferramentas

Com a nossa ferramenta, você também pode contar com integração completa a diversas instituições de todo o país. Então, não importa onde estão os documentos, pois é possível buscá-los com eficiência e rapidez.

Se precisar, você pode utilizar uma API para fazer a integração com uma plataforma especializada na concessão de crédito. Desse modo, é possível conseguir ainda mais eficiência na execução do processo.

Além disso, o acompanhamento da plataforma acontece de maneira totalmente online. Não é preciso fazer instalações em dispositivos, o que garante mais mobilidade e integração ao seu processo atual.

Assim, é possível incorporar os processos e os documentos obtidos via CBRdoc na sua estrutura atual de tecnologia. Tudo ocorre com total segurança de dados, então você não precisa se preocupar com vazamentos ou perdas.

Personalização dos pedidos

Ao buscar qualquer documento via CBRdoc, você tem a chance de personalizar esse pedido de acordo com as suas necessidades e com seus interesses. É possível, por exemplo, pedir a versão digitalizada ou de papel do documento, por exemplo.

Ainda, há como solicitar a emissão de qualquer documento oficial disponível, o que facilita o atendimento às necessidades da análise de crédito.

Além disso, você tem total liberdade para escolher como fazer as solicitações e como pagar por elas. Não há mensalidade ou taxa de configuração e você adquire créditos. Antes de fazer a solicitação, sabe quantos créditos vai custar.

Como consequência, consegue personalizar os pedidos de acordo com seus recursos, sem precisar atender a um volume mínimo de solicitações, por exemplo.

Como você viu, a análise de crédito é essencial para o negócio. Sem ela, o risco de inadimplência aumenta, o que pode afetar toda a estrutura e a gestão financeira do negócio. Para torná-la mais eficiente, o planejamento e o uso de ferramentas adequadas podem ajudá-lo.

Já que a tecnologia é tão importante nesse processo, aproveite para conhecer a CBRdoc e veja o que nossa plataforma pode oferecer!