Risco de crédito: como os Bancos brasileiros estão se posicionando?

Rating “BB”: confira as estratégias e soluções dos títulos sustentáveis.

Recentemente, o Brasil emitiu títulos sustentáveis que receberam uma classificação “BB” da Fitch Ratings. Essa emissão captou US$ 2 bilhões, destinados a projetos ambientais e sociais, com vencimento previsto para janeiro de 2032. A taxa de retorno de 6,375% torna esses títulos uma opção atrativa para investidores. Investidores e bancos têm agora a oportunidade de aliar rentabilidade a impactos socioambientais positivos, tornando esses títulos uma escolha estratégica no portfólio financeiro.

A última vez que a Fitch Ratings revisou a classificação do Brasil foi em julho do ano passado, elevando a nota do país de BB- para BB. Em dezembro, a agência manteve essa classificação e a perspectiva para o país, reforçando a confiança nos esforços contínuos de estabilização econômica e sustentabilidade financeira do Brasil. Agora é o momento ideal para aproveitar essa oportunidade de investimento que une retorno financeiro e responsabilidade socioambiental.

Brasil com perspectiva estável

A Fitch Ratings reiterou a perspectiva estável e na avaliação da agência, os ratings do Brasil são apoiados por sua economia grande e diversificada, alta renda per capita, finanças externas fortes e resiliência a choques, além de mercados locais profundos que apoiam a flexibilidade de financiamento soberano e baixa parcela da dívida em moeda estrangeira.

Por outro lado, há a limitação devido questões de crescimento econômico, baixa pontuação de governança, rigidez orçamentária, além de uma relação dívida pública/PIB elevada e crescente. O relatório afirma que o Brasil enfrentará um “teste fiscal” em 2024, mas que ainda há incertezas sobre a implementação das medidas fiscais adequadas.

A agência de risco prevê que a dívida do governo deve aumentar nos próximos anos, atingindo mais de 80% do PIB até 2026.

O relatório também destaca as “pontuações relevantes” do país em ESG, pela estabilidade política, direitos, estado de direitos, qualidade institucional, controle da corrupção e direitos dos credores.

Estratégias para gerenciar o risco 📈

No mercado financeiro, estar um passo à frente é crucial. Os bancos brasileiros estão se posicionando de maneira estratégica, não apenas para enfrentar os desafios do risco de crédito, mas para liderar a mudança rumo a um futuro mais sustentável e seguro. À medida que enfrentam o desafio do risco de crédito, os bancos adotam estratégias inovadoras para fortalecer sua posição:

  1. Análise de risco aprofundada:
    • Utilização de modelos avançados para avaliar a solvência e capacidade de pagamento dos clientes.
    • Diversificação de portfólios para minimizar a exposição a setores específicos e geografias de alto risco.
  2. Incentivos à sustentabilidade:
    • Condições de financiamento favoráveis para projetos sustentáveis, promovendo a responsabilidade social e ambiental.
    • Parcerias estratégicas com instituições internacionais para viabilizar grandes projetos verdes.
  3. Gestão de liquidez e capital:
    • Manutenção de níveis adequados de capital e liquidez para enfrentar potenciais inadimplências.
    • Implementação de políticas prudenciais rigorosas para assegurar a estabilidade financeira.

Como a CBRdoc pode apoiar as operações do seu Banco?🏦

Com o suporte da CBRdoc, seu banco pode assegurar que todos os processos documentais e jurídicos estejam em conformidade, permitindo focar no que realmente importa: crescer, inovar e prosperar.

Você pode contar com soluções que transformam a gestão documental e jurídica dos maiores bancos da América Latina:

  1. Obtenção rápida de documentos:
    • Certidões de registro de imóveis, comprovantes de regularidade fiscal e documentos essenciais para análises de crédito.
  2. Verificação e conformidade:
    • Coleta e verificação de certidões negativas, escrituras e contratos, garantindo autenticidade e conformidade legal.
  3. Centralização e gestão eficiente:
    • Centralização da gestão documental, agilizando processos e reduzindo o tempo de tramitação de transações imobiliárias e de crédito.
  4. Redução de riscos:
    • Verificação de autenticidade e validade de documentos, minimizando riscos de fraudes e disputas legais.
  5. Intermediação com órgãos públicos:
    • Facilitação da interação com cartórios, prefeituras e outros órgãos públicos para obtenção de registros e certidões necessárias.

Saiba como podemos transformar a gestão documental e jurídica do seu Banco. Entre em contato conosco e esteja pronto para liderar o futuro do setor financeiro com confiança e segurança.