A solicitação e gestão de documentos é uma tarefa árdua e recorrente para grandes empresas. Além de consumir tempo dos colaboradores, essas companhias possuem um gigantesco volume de arquivos e estão vulneráveis a penalidades caso não tenham informações atualizadas em sua operação.

CBRdoc, plataforma de gestão e pesquisa de documentos, surgiu com o objetivo de solucionar essa dor. A partir de um software que possui inteligência artificial embutida, oferece acesso a documentos de todo o Brasil em poucos cliques, com custo acessível e transparência.

A companhia, que conta com mais de 50 colaboradores, já entregou mais de quatro milhões de documentos. Este número tende a crescer ainda mais no próximo ano, já que a CBRdoc quer pular de 100 grandes companhias atendidas de forma recorrente para mais de 200 em 2023.

Atualmente, a empresa atende clientes relevantes como Jive Investments e ASA Investiments, além de três dos principais bancos do Brasil. Liderada pelos co-CEOs Allan Jorge Mendonça e Rafael Galante, a CBRdoc oferece uma experiência diferenciada para grandes empresas.

A companhia assume o trabalho de lidar com 13.440 cartórios, 5.570 prefeituras e mais milhares de órgãos estaduais e municipais, e busca a “papelada” para as instituições na distância de um clique. Empresas podem reduzir em mais de 90% o prazo para obtenção de documentos, o que resulta em uma operação mais ágil e eficiente.

“Não cobramos taxas, mensalidades ou multa por rescisão contratual. Acreditamos que os clientes precisam utilizar o software pelo valor que ele entrega, e não por qualquer cláusula em contrato. Conseguimos unir agilidade e eficiência a uma experiência customizada, conforme as necessidades do cliente”, esclarece Galante.

Já Allan Mendonça, explica um dos diferenciais da CBRdoc: “Nós temos vocação para fazer tarefas chatas, acreditamos que uma boa decisão é precedida de uma boa informação. Além disso, assim que a solicitação é feita, o cliente já sabe qual será o valor pago. Tudo acessível e transparente. Para grandes contas, abrimos a possibilidade do pós-pago, com a cobrança mensal, ao final de cada mês. Nós temos como norte, diminuir a burocracia na relação com órgãos públicos do Brasil inteiro.”

Atualmente, os serviços mais solicitados são a Certidão de Imóveis e Pesquisa de Bens. Também são comuns as pesquisas sobre processos judiciais e certidões de débitos.

Via CBRdoc, foi possível localizar bilhões de reais em patrimônio que vão desde imóveis até aeronaves. A empresa também se consolidou no mercado privado de informações sobre bens, tendo localizado mais de 150 mil imóveis em todo o Brasil. Vale ressaltar que todas as consultas são feitas de acordo com a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

Funcionalidade e transparência 

Para usar a plataforma, o cliente precisa apenas fazer um cadastro. A partir dele, é possível criar vários logins, que podem ter diferentes funcionalidades e liberação de acessos.

A CBRdoc possui um módulo de due diligence, capaz de selecionar mais de 100 documentos com poucos dados informados. A pesquisa é feita totalmente online e a entrega, conforme a necessidade do cliente. Além disso, a documentação fica armazenada e disponível, e o usuário é avisado, caso já tenha feito a solicitação antes.

“Não cobramos taxas, mensalidades ou fidelidade. Além disso, assim que a solicitação é feita, o cliente já sabe qual será o valor pago. Tudo acessível e transparente. Para grandes contas, abrimos a possibilidade do pós-pago, com a cobrança mensal, ao final de cada mês. Nós temos como norte, diminuir a burocracia na relação com órgãos públicos”, explica Mendonça.

Além disso, a CBRdoc ainda permite a instalação da sua plataforma em softwares de clientes. Através de uma API, qualquer companhia pode solicitar documentos dentro do seu próprio ambiente digital. “É uma funcionalidade plug and play, que traz agilidade ainda maior na solicitação e análise de documentos e informações”, completa Galante.

 

Para ler a matéria completa, acesse:

Radar de negócios: CBRdoc chega como solução para desburocratizar grandes empresas